...dias





















Tem dias que a gente acorda
meio folha soprada.
Aquelas que ninguém percebe.
Apenas mais um, ou uma,
lançada ao ar.
Nesses dias frios,
outono,
é assim que o dia amanhece.
Falta um galho onde se prender,
falta algum alimento
que torne a clorofilar a alma.
Nesses dias assim, gelados,
em que sopra o vento
empurrando tudo de um lado
para o outro percebo-me
empurrado também.
Dá vontade de sair por aí,
dá vontade de deixar o acaso
fazer seu papel de causador.
Amanhã... Mais um dia...
...Frio!

4 comentários:

paula barros disse...

Que bom que você foi ao meu blog, adoro achar lugares interessantes e gosto muito quando lugares me interessantes veem até mim.

Belos poemas. Início de blog é bom porque leio todos, me sinto a dona da casa rsrsr, e imagnes bem escolhidas.

São fotos suas?

Poemas que me identifico, falam da emoção, do sentir, do pulsar da vida.

Adorei está aqui.

boa semana!

Opuntia disse...

Deixe-se soprar, Folha ao vento, assim poderá chegar a lugares surpreendentes.

Fiquei encantada com o teu blog. Gostei muito de sua visita, volte sempre; eu, aqui voltarei.


Bjos

paula barros disse...

Tens dias que nos sentimos mesmo assim, e é bom voltar aqui e fica lendo um bom blog.

Charlyane Mirielle disse...

Tem dias que tenho vontade de sair pela vida e procurar algo que deixei no passado...Mas acho que não mais encontro, por isso, não vou...